Presidente da Alemanha anuncia retomada dos investimentos científicos na Amazônia

AAlemanha vai retomar os investimentos nas ações de proteção e combate ao desmatamento na Amazônia. O anúncio foi feito pelo presidente Frank-Walter Steinmeier durante visita ao Observatório da Torre Alta (Atto – Amazon Tall Tower Observatory, na sigla em inglês), localizado a 150 quilômetros de Manaus (AM), no dia 2 de janeiro. Ao lado da ministra de Meio Ambiente da Alemanha, Steffi Lemke, ele afirmou que 35 milhões de euros (cerca de R$ 199 milhões) serão aplicados de forma imediata através do Fundo Amazônia.

Segundo ele, uma cooperação internacional deve ser formada para assegurar a proteção da floresta. “A Alemanha terá papel fundamental nessa discussão”, afirmou.

Maior torre de monitoramento climático do mundo, o Projeto Atto analisa a física e química da atmosfera na floresta amazônica e a interação biosfera-atmosfera, com instrumentações que fazem a captação de características e fenômenos locais, regionais e globais. É resultado de um convênio bilateral do Brasil, por meio do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/ MCTI), com a Alemanha (Sociedade Max Planck, atualmente representada pelo Instituto Max Planck de Biogeoquímica).

No sítio da torre Atto, a delegação alemã foi recebida pela diretora do Inpa, Antonia Franco, e pesquisadores do projeto. Para Franco, a presença do presidente Steinmeier é um reconhecimento da ciência feita pelo Inpa para conhecer a Amazônia e os impactos das mudanças climáticas. Há mais de 50 anos que o Inpa e a Sociedade Max-Planck desenvolvem estudos sobre áreas alagáveis, na mais longeva cooperação científica entre Brasil e Alemanha.

“Estamos orgulhosos de receber o presidente Steinmeier e sua comitiva. Isso fortalece as nossas relações e intercâmbios, e a nossa expectativa é de ampliar o apoio após essa visita”, destacou a presidente do Inpa.

Ela lembrou que nos últimos três anos foram investidos mais de R$ 26 milhões pelo MCTI por meio da Finep e CNPq em bolsas e no apoio financeiro ao projeto. Em dezembro de 2022, foi assinado um termo aditivo com a Finep no valor de R$ 17 milhões para o complexo da torre Atto.

Torre Atto

A torre de 325 metros de altura instalada na Floresta Amazônica é um experimento de ponta no estado da arte da ciência atmosférica e figura entre as cinco maiores infraestruturas de pesquisas do Brasil. Inaugurada em 2015, possui 15 níveis de medição de processos que envolvem as dinâmicas entre biosfera e atmosfera. Além da “torre alta”, o projeto contempla mais duas torres micrometeorológicas de 80 metros cada uma, gerando dados contínuos e um valioso conhecimento sobre o papel da maior floresta tropical do mundo no clima.

Fonte: Inpa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close